Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Santa Rita de Cássia

Rita nasceu no ano de 1381, na cidade de Cássia, Itália. Filha única, ela teve uma educação de boa qualidade, oferecida pelos seus pais Antonio Lotti e Amata Ferri.

Desde pequena, Rita demonstrava interesse pela vocação religiosa, porém, a pedido de seus pais que já estavam com a idade avançada, a jovem se casou com um homem chamado Paolo di Ferdinando Mancini.

Seu marido era um homem violento e agressivo e, por motivos de vingança, foi assassinado, causando então dores e sofrimentos para Rita. Com isso, a moça dedicou-se a criação de seus dois filhos. Posteriormente, os meninos decidiram que iriam vingar a morte do pai.

Rita temendo o pior e que seus filhos se destruíssem, humanamente e espiritualmente, pediu a intervenção de Deus para que tirassem a vida deles, pois, ela preferia vê-los mortos a manchados pelo sangue da vingança e pelo pecado. Em menos de um ano, os dois jovens morreram de causas naturais.

Viúva e sem os filhos, Rita dedicou-se então à sua vocação e às obras de caridade, tentou entrar no Convento Agostiniano em Cássia, porém, foi recusada no início, mas não desistiu e pediu a intercessão de seus santos patronos (São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolas de Tolentin). Pouco depois, ela foi aceita pelo convento onde permaneceu por 40 anos.

Um fato marcante em sua vida foi o estigma de que um dos espinhos da coroa de Jesus havia saído em sua testa. Esse fato fez Rita de Cássia passar por humilhações, pois cheirava mal e incomodava os outros, obrigando-a a viver resguardada.

Santa Rita morreu no dia 22 de maio de 1457, com 66 anos e, logo após a sua morte, sua veneração foi comprovada nos documentos Sarcófago (1457) e Códex Miraculorum (1462). Ela é considerada a “Santa das Causas Impossíveis”.

Oração a Santa Rita de Cássia

Ó Santa Rita de Cássia, nossa gloriosa padroeira, invocada pelo povo cristão como a santa dos impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliadora da última hora para o abismo do pecado e do desespero. Pleno (a) de confiança, recorro à vossa intercessão a Deus Pai, buscando a solução para este difícil problema que me tem causado muito sofrimento (dizer o caso ou problema).

Obtende-me, ó santa Rita, essa graça para mim tão necessária, para que eu reencontre a paz do coração e a alegria de servir a todos os irmãos, para honra e glória do Senhor, nosso Deus. Amém!

Santa Rita de Cássia, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova e Portal A12

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018