Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Prevenção do câncer de mama: confira a palestra do Centro de Estudos HSV

Equipe de Oncologia do Hospital Santa Virgínia explica os principais fatores de risco, métodos diagnósticos e formas de tratamento da doença

Encerrando a programação 2019 do Centro de Estudos HSV, em 7 de novembro, os colaboradores e médicos do Hospital Santa Virgínia participaram da palestra sobre “Câncer de mama: como prevenir e tratar”, ministrada pela Dra. Simonne Quaglia, coordenadora médica de Oncologia e Infusão do HSV, e pela psicóloga Juliana Pereira Silveira, que integra a equipe multidisciplinar do setor.

Na abertura do evento, a Dra. Fabiana Franca, presidente do Centro de Estudos, celebrou mais um ano de atividades. “Estamos finalizando o calendário de palestras, transmitindo conhecimento tanto para o dia a dia como para o âmbito profissional”, comentou a cirurgiã do aparelho digestivo e da obesidade do HSV.

A Dra. Simonne explicou que o câncer é a formação de células com o DNA alterado, e seu acúmulo gera o tumor. A médica contextualizou que o movimento Outubro Rosa surgiu na década de 90, nos EUA, a partir de uma iniciativa da Fundação Susan G. Komen for The Cure, para conscientizar a população sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

O tumor é o mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás somente do câncer de pele não melanoma. “A incidência vem diminuindo ao longo dos anos, mas a prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais. Em média, um nódulo demora oito anos para ser palpável”, explicou a gerente médica do Hospital Santa Virgínia. A especialista apresentou os principais sintomas, fatores de risco e a importância do autoexame. “A mulher deve se observar e se tocar. É recomendado realizar esse processo uma vez ao mês, preferencialmente sete dias após a menstruação. Caso sinta ou veja algo anormal, deve procurar um ginecologista ou mastologista imediatamente”, alertou.

Já a psicóloga do HSV, Juliana Pereira Silveira, abordou os aspectos emocionais do paciente com câncer. “O tratamento deve ir além da doença e considerar os desejos, necessidades, medos e outros sentimentos do paciente”, esclareceu. Além disso, a família deve receber cuidados e apoio durante todo o processo, pois também está envolvida na terapêutica.

A especialista em Oncologia e Psicologia Hospitalar também relatou sobre o processo de aceitação dos pacientes. “A beleza não é somente exterior, mas interiormente. É fundamental estabelecer prioridades e proporcionar um novo significado para a vida”, ressaltou. “As emoções vão surgir e devemos vivenciá-las e buscar novas oportunidades”, concluiu a psicóloga.

Para a recepcionista do Pronto Atendimento Adulto do HSV, Cristina de Souza Moraes, é essencial que a população tenha conhecimento para poder se prevenir. “Muitas mulheres ainda não sabem o quanto é importante realizar o autoexame, o acompanhamento ginecológico e buscar informações sobre a saúde feminina. Já passei pelo tratamento do câncer e hoje estou bem. Levarei essas orientações para minhas amigas e familiares”, finalizou.

“Achei a palestra muito importante. Precisamos deixar o preconceito de lado, procurar o médico periodicamente e fazer os exames necessários, porque a vida vale muito mais. Sobre o Outubro Rosa, também é um assunto voltado para os homens, pois não estamos livres de ter câncer de mama”, comentou Valdecir Rodrigues de Carvalho, encarregado do Almoxarifado.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Santa Virgínia

Publicado em: 14/11/2019

Bootstrap Slider
 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018