Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Como está sua pressão?

No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, 26 de abril, confira orientações do Dr. Jefferson Jaber, cardiologista do Hospital Santa Virgínia

Em 26 de abril, comemora-se o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. Segundo o Ministério da Saúde, um quarto da população brasileira tem pressão alta (acima de 14 por 9), “doença silenciosa” que afeta todas as idades e, se não controlada, pode causar infarto, AVC, insuficiência cardíaca e renal.

Nesta data, relembramos a importância de realizar consultas periódicas, exames preventivos, além de manter hábitos de vida saudáveis e uma alimentação equilibrada. Confira abaixo a entrevista com o Dr. Jefferson Jaber, cardiologista do Hospital Santa Virgínia, que explica os principais sintomas da doença, também conhecida por HAS, os fatores de risco e formas de prevenção.

Vale lembrar que o Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) do Hospital Santa Virgínia realiza o exame MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial), contribuindo para o diagnóstico precoce e tratamento adequado com equipe especializada. Clique para saber mais.

Quais são os sintomas da hipertensão? Como o paciente pode identificar a doença?

Dr. Jefferson: Muitas vezes, a hipertensão não apresenta nenhum sintoma, mas esta “inimiga silenciosa” pode aumentar o risco de desenvolvimento de outras doenças, como acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio, angina, insuficiência cardíaca, insuficiência renal ou alterações graves de visão. Por isso, é muito importante, além dos hábitos de vida saudáveis, fazer visitas periódicas de rotina ao médico.

Quais são os fatores de risco?

Dr. Jefferson: Os principais fatores de risco para Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) incluem a idade, excesso de peso, ingestão excessiva de sal, ingestão de álcool por períodos prolongados, sedentarismo e fatores genéticos.

Em qual faixa etária o problema é mais comum?

Dr. Jefferson: Existe uma relação direta e linear da pressão arterial com a idade, com prevalência de HAS superior a 60% na faixa etária acima de 65 anos. A associação entre HAS e obesidade também é um fator relevante. A prevalência da HAS dobra em adultos jovens e é pelo menos 50% maior em adultos mais velhos com excesso de peso quando comparados com indivíduos com peso normal.

Como prevenir a doença?

Dr. Jefferson: Uma das principais medidas é manter uma alimentação adequada, com redução da ingestão do sal (a quantidade diária recomendada para pacientes hipertensos é em torno de 100 mEq/dia, o equivalente a 6g ou uma colher de chá). Também é importante mudar o estilo de vida, com atividade física aeróbica, interrupção do tabagismo, combate à obesidade, redução do estresse e do consumo de álcool.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Santa Virgínia

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018