Papa Francisco abençoa Hospital Santa Virgínia

Mais de 200 pessoas, entre colaboradores, autoridades e convidados, participaram da missa especial celebrada na capela do Hospital Santa Virgínia, em 22 de julho, pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, Luiz Carlos Dias, em comemoração do centenário da instituição.

Na abertura, a Irmã Maria de Fátima, presidente e diretora-financeira, agradeceu a presença de todos e destacou o legado de Santa Virgínia e a missão que uniu o fundador do hospital, Dr. Carlo Brunetti, e as Irmãs da Congregação das Filhas de Nossa Senhora do Monte Calvário, mantenedora da instituição.

O bispo Luiz Carlos Dias começou saudando a Reverenda Madre Maria Adnilva Pereira Matos, a direção, as Irmãs da Congregação, as equipes médicas e todos os funcionários do hospital. “Vamos louvar a Deus pelos 100 anos de prestação de serviços desta instituição. Jesus está vivo e ressuscitado no testemunho de hoje aqui”, ressaltou.

O celebrante também lembrou que 2016, proclamado pelo Papa Francisco como o Ano da Misericórdia, simboliza a oportunidade de cada um colocar-se no lugar do outro, com espírito fraterno e solidário. “Acolhemos o exemplo de Santa Virgínia de nos colocarmos a serviços dos outros, especialmente dos mais necessitados. Isso nos dá uma nova dimensão de vida”, acrescentou.

O Dr. Alexandre Fortini, diretor técnico do HSV, fez a leitura de uma passagem da bíblia, assim como alguns colaboradores, e comentou a dádiva especial de celebrar este momento histórico. 

Durante a missa, o Hospital Santa Virgínia prestou uma belíssima homenagem à família Brunetti e também às primeiras Irmãs da Congregação que vieram para o Brasil para atuar no hospital. Num momento de muita emoção, 15 colaboradores entraram na capela com os nomes dessas religiosas, que foram fixados no altar. As pioneiras e os descendentes do fundador foram abençoados pelo bispo.

O ponto alto da celebração ficou por conta da mensagem do Papa Francisco, enviada diretamente do Vaticano. “Nossa Santidade envia ao Hospital Santa Virgínia sua benção apostólica por ocasião de seu centenário”, enfatizou o celebrante.

Por conta de sua saúde frágil, a Irmã Maria Fernanda entrou na capela na cadeira de rodas, auxiliada pelas Irmãs Maria de Fátima e Maria Eni, segurando o quadro com a mensagem especial do Papa, o que causou muita comoção em todos. “Que o centenário deste hospital simbolize um novo impulso para continuar com essa belíssima obra”, finalizou o bispo.

A missa contou com a participação do coral do Hospital Santa Virgínia.